O Propósito

Tudo começou num dia muito azul de inverno, 23 de agosto de 2001. E o seu primeiro nome foi Blue. Blue de alegria, de pureza, de energia pura, de transformação, de música. Dan é, e sempre será minha perspectiva.

Sempre amamos a música! Ao longo de toda nossa convivência, a música esteve presente. Aliás, antes mesmo de nascer eu colocava música para ele ouvir. O pop, em versão clássica (meu preferido). No coração de mãe a certeza de que a linguagem da música acalmava meu anjo e era uma forma, divina, de nos comunicarmos.
Nossa primeira canção juntos foi Aquarela, de Toquinho. Mal conseguia pronunciar as palavras, mas o fazia com toda a ternura e pureza, próprias de uma criança.

Assim, veio a adolescência e o amor pela expressão da arte cresceu ainda mais. Muitos aniversários com “festa de pijama” onde os meninos, lindos, tocavam violão (o instrumento preferido) e cantavam até tarde da noite.

Eu os ouvia e me emocionava. No meu coração, eu pedia a Deus que os abençoasse e que me permitisse presenciar muitos e muitos aniversários. Noites “épicas”, eles diziam.

Os dias foram passando e com eles uma profusão de “preferências musicais”: Paralamas, Johnny Cash, Avenged Sevenfold, Slipknot, Beatles, Led Zepplin, Pink Floyd … e a banda preferida, Metallica. Um padrão se estabelecia. Mas a escolha do estilo musical não era o mais importante. O que importava era viver a música. Criou-se então a banda com os amigos, com muitos nomes, composições, ensaios, sonhos, felicidade, muitas construções. Tudo perpetuado naqueles corações.

Que tempo lindo!! Este tempo infinito e inesquecível que ficará nos nossos corações. E, é esse tempo, essa vida, essa alegria, que mantenho em meu coração e alma. Que me ajuda a “entender” o dia em que Dan foi chamado. Afinal de contas, Deus precisava de um vocal no infinito.

..”Sleep tight, I am not afraid
The ones that we love are here with me
Lay away a place for me
“cause as soon as
I am done
I’ll be on my way to
live eternally”…

(Avenged Sevenfold- So Far Away)

…Durma bem, eu não estou com medo
Aqueles que amamos estão aqui comigo
Guarde um lugar para mim
Porque quando eu acabar, eu estarei indo
Viver eternamente”
(tradução livre)

E um novo tempo se iniciou. Um tempo de propósito, um tempo de falar por meio da música, que é a linguagem angélica, de Deus. Ela constrói, estabelece conexões, transcende o tempo e o espaço. Não tem barreiras ou preconceitos.

O Espaço Dan é o arco-íris da música, da presença de Deus, da conexão e da força do bem, que se fazem presentes através das pessoas que uniram forças e se doaram para sua construção. E, diariamente, trabalham para mantê-lo vivo, seguindo o seu propósito.

O Espaço Dan nasceu assim. Teve início, meio, mas não terá fim. Ofereço o melhor de mim por meio dessa instituição para aquelas crianças e jovens que não tiveram oportunidade de experimentar o poder transformador da música.

O objetivo não é só gerar musicistas, mas pessoas melhores, amáveis, solidárias, empáticas. Uma nova geração. Acredito que a música tem esse poder e, logo, todos que a experimentarem também acreditarão.

Leila Odorizzi.

. ”Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles”.
Mateus 18.20